quarta-feira, 22 de maio de 2013

Três Pedidos de Deus


TRÊS PEDIDOS DE DEUS

 

01. Hoje é o dia em que as mães são homenageadas; é o Dia das Mães...

02. Quantas mães nós temos aqui hoje? Fiquem de pé um instante, por favor... (pedir uma salva de palmas para as mães)

03. Quantos filhos nós temos aqui hoje que ainda têm a mãe?

04. E quantos de vocês já deram os parabéns para a sua mãe hoje?

05. Nós vamos ler dois versículos da Palavra de Deus.

06. Esses versículos são, primariamente, palavras do sábio Salomão a alguém a quem ele chama de Filho. Entretanto, creio que toda mãe dedicada pode tomar posse dessas palavras e fazer delas um conselho seu para seus filhos.

07. Porém, por se tratar da Palavra de Deus, eu vejo esses textos, e assim quero tratá-los hoje, como pedidos que DEUS faz a nós, não pedidos de quem está a implorar por causa de uma necessidade que tem, mas pedidos de quem tem o desejo de abençoar.

08. São três os pedidos, e os versículos em que eles estão inseridos são Provérbios 1.10 e 23.26: “Filho meu, se os pecadores, com blandícias, te quiserem tentar, não consintas” e “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos”.

09. Vamos ao primeiro pedido:

 

I. Se os pecadores, com blandícias, te quiserem tentar, não consintas.

 

01. Há muitos anos atrás vivenciei uma cena em que uma mãe demonstrava certa preocupação porque já havia algum tempo que sua filha, jovenzinha ainda, não se confessava. O pai, então, diz não se preocupar porque a menina não cometia pecados. É certo que nós, evangélicos, defendemos que não há necessidade de se confessar a um sacerdote para se ter os pecados perdoados; a confissão deve ser feita diretamente a Deus. Entretanto, é fato bíblico que todos somos pecadores por natureza e, sendo pecadores por natureza, estamos sempre a cometer algum tipo de pecado. Aquele pai estava enganado; sua filha cometia pecados sim.

02. A Bíblia nos informa, em várias passagens, talvez a mais famosa delas Romanos 3.23, que todos somos pecadores.

03. Jesus, quando lhe levaram uma mulher pega em flagrante adultério para que ele respondesse se ela deveria ser apedrejada ou não, diz que aquele dentre eles que não tivesse pecado deveria atirar a primeira pedra. Resultado: a mulher não foi apedrejada.

04. O que o sábio rei Salomão estava querendo dizer nesse texto, então, por pecadores, quando diz “os pecadores”?

a.    Estava ele querendo dizer que há pessoas que não são pecadoras e que essas podem e devem ser seguidas?

b.    Certamente que não!

c.    Certamente que Salomão se refere aqui a pessoas maléficas, pessoas que vivem na prática do mal, que maquinam o mal.

d.    O contexto dá-nos a entender pessoas que vivem no mundo do crime, violentas, que roubam e que matam, mas poderíamos incluir também pessoas que maquinam males “menores”.

e.    Exemplos às centenas, se não aos milhares, poderiam ser citados aqui, mas creio que eles são dispensáveis.

05. Se essas pessoas que maquinam o mal, que seguem após o mal, então, com blandícias quiserem te tentar, não consintas, é o conselho do Sábio Salomão, e é o pedido de Deus para você nesta noite.

06. O termo blandícia significa lisonja, e lisonja é uma espécie de elogio geralmente com uma segunda intenção.

a.    Trata-se, então, de uma espécie de sedução, no caso, para o mal.

b.    Não consintas!

c.    Não se deixe seduzir pelo mal e para o mal;

d.    não se deixe ser enredado e levado a cometer atitudes violentas, criminosas;

e.    não se deixe ser enredado e levado a cometer qualquer atitude que esteja em desacordo com a vontade de Deus para você.

f.     Lembre-se do Salmo 1:

 

“Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; mas o caminho dos ímpios perecerá.” (Salmos 1:1-6 RC)

 

07. Passemos ao segundo pedido. Este está em 23.26:

 

II. Dá-me o teu coração.

 

01. É interessante este pedido.

02. Coração aqui é a tradução de uma palavra hebraica (o hebraico do Antigo Testamento) que poderia também ser traduzida por alma, mente, razão, inclinação, resolução, determinação, desejos, emoções, paixões, etc.[1].

03. O que o sábio Salomão, e, no nosso caso, em uma análise mais profunda e mais espiritual, Deus, está a pedir, então, é que não tornemos cativo de algo ou alguém que se desvia após o mal, como uma prostituta, por exemplo, segundo o contexto imediato, ou, em uma análise mais profunda e verdadeira, ao inimigo de nossas almas, o nosso coração, nossa alma, mente, razão, inclinação, resolução, determinação, desejos, emoções, paixões...

a.    Tudo isso, muito bem traduzido por coração, Deus pede que entreguemos a ELE.

b.    Qual o objetivo de Deus?

c.    O nosso bem-estar espiritual é o objetivo de Deus.

d.    Veja o que está escrito em Romanos 6.16: “Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?”

04. Há muita gente que pensa ser livre porque não serve a Deus. Ledo engano! A Palavra de Deus, e a própria experiência humana, mostra claramente que quem não serve a Deus serve ao pecado. E, pior, quem serve ao pecado está a arruinar, ainda que não se dê conta, a sua vida na eternidade.

05. Um filósofo do passado, Goethe, dizia, acertadamente: “ninguém é mais escravo do que aquele que pensa ser livre, sem que, de fato, o seja”.

06. Deus pede a você hoje

a.    que entregue a Ele o seu coração;

b.    torne cativo dele o seu coração, a sua vida.

c.    O meio de se fazer isso Ele mesmo já o providenciou:

                                  i.    Faz-se isso por intermédio de Seu Filho, Jesus.

                                ii.    Faz-se isso pela fé em Jesus.

                               iii.    E hoje é o dia propício para se fazer essa entrega, porque o amanhã não lhe pertence.

                               iv.    Veja essa história:

 

“A consciência de um jovem foi despertada após ter ouvido esta palavra de Deus: “Filho meu, dá-me o teu coração”. Mas Satanás segredou-lhe ao ouvido: “tens muito tempo!” E o jovem não respondeu ao chamado de Deus. Dez anos mais tarde, um estudante ouvia as mesmas palavras, e dava-lhe a mesma resposta. Trinta anos mais tarde um homem de estado ouviu uma meditação feita sobre o mesmo texto... Mas uma voz lhe falou ao coração: “Espera um pouco; viaja; visita outros países; diverte-te!...” Atingido pela cólera, um viajante encontrava-se em Paris, terrivelmente atormentado acerca de sua alma, porque ia morrer e não estava preparado para esta última viagem. As suas últimas palavras foram: “É tarde demais!”. O jovem, o estudante, o homem de estado e o viajante são a mesma pessoa que, por três vezes advertida, três vezes se recusou dar o seu coração a Jesus.

 

07. Dá-me o teu coração, Deus lhe diz hoje.

08. E o tempo... O tempo é hoje. Amanhã pode ser muito tarde; hoje, Cristo te quer libertar, diz acertadamente parte da letra do hino 259 do Cantor Cristão.

09. Passemos agora ao terceiro e último pedido de Deus que encontramos nas passagens bíblicas propostas para este estudo.

 

III. Os teus olhos observem os meus caminhos

 

01. Observar significa olhar atentamente, examinar com minúcias, estudar; mas significa também cumprir, obedecer, respeitar as prescrições ou preceitos de alguém.

a.    Certamente que quando Deus nos pede para observar os Seus caminhos, o significado inteiro de observar está em foco.

b.    Deus está nos pedindo então para olhar atentamente, examinar com minúcias, estudar os seus caminhos, o seu desejo para nós, para andar neles, para cumprir, obedecer, respeitar as suas prescrições e os seus preceitos.

c.    Deus está nos pedindo para procurarmos entender qual a vontade dele para nós e nos conduzirmos segundo essa vontade.

02. O profeta Oséias já dizia lá no passado que “os caminhos do Senhor são retos, e os justos andarão neles...” (14.9)

03. Uma das coisas que sempre temos enfatizado aqui em nossa igreja, de formas diferentes, com palavras diferente é que

a.    você precisa se dar a Deus por completo, em dedicação integral, e isso acontece inicialmente mediante o arrependimento dos pecados e a fé em Jesus – receber Jesus na vida como Salvador e Senhor;

b.    você precisa abster-se de tomar como modelo para a sua vida os padrões deste mundo;

c.    você precisa de transformação, uma transformação espiritual, uma transformação efetuada por Cristo mediante o Espírito Santo, cujo modelo, padrão, forma e caráter ao qual se amoldar é Jesus;

d.    e, tudo isso estando em operação em sua vida, então você vai experimentar a vontade de Deus que é boa, perfeita e agradável. Inclusive você vai experimentar o jorrar de bênçãos sobre sua vida, que é, também, parte da vontade de Deus para você.

04. A vontade de Deus, os caminhos de Deus... Deus está lhe pedindo hoje para observar qual é a vontade Dele para você, qual é o caminho pelo qual Ele quer que você trilhe; Ele quer que você examine, estude, olhe atentamente e ande por esse caminho.

 

Conclusão

 

01. Chegamos ao final dessa reflexão.

02. O que vimos foram conselhos, pedidos de um sábio, Salomão, a alguém a quem ele chama de filho.

03. Esses pedidos bem podem ser encarnados por mães dedicadas, tornando-se o seu pedido para os seus filhos.

04. Mas nós os analisamos, e isso corretamente, por se tratar da Palavra de Deus, como pedidos que o próprio Deus faz a cada um de nós.

a.    Não te deixes seduzir pelo mal!

b.    Dá a Deus o teu coração. Dedique a Ele a sua alma, mente, razão, inclinação, resolução, determinação, desejos, emoções, paixões... !

c.    Observe os caminhos do Senhor! Trilhe por eles, sem te desviar nem para a direita e nem para a esquerda.

05. Desafio você a se decidir por isso hoje...

 

Pr. Walmir Vigo Gonçalves



[1] Strong, em a Bíblia Online 3.0 da SBB

Nenhum comentário:

Postar um comentário