quarta-feira, 12 de junho de 2013

O que mais necessitamos

O QUE MAIS NECESSITAMOS

 

“Como o cervo anela pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus!  A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo...” (Salmos 42:1-2a)

 

       Qual é a nossa maior necessidade? De que é que nós mais precisamos? O que mais precisamos, reconheçamos ou não, é de Deus!

·         Mais que de alimento, precisamos de Deus;

·         Mais que de vestuário, precisamos de Deus;

·         Mais que de moradia, precisamos de Deus;

·         Mais que de conforto, precisamos de Deus;

·         Mais que de saúde, precisamos de Deus;

·         Enfim, mais que tudo, mais do que a própria vida, precisamos de Deus.

       DEUS É O DE QUE MAIS TEMOS NECESSIDADE.

       Ao meditarmos sobre isso, não podemos deixar de pensar em o quão contraditórios às vezes somos em nossas buscas ao longo da vida.

       Quanto tempo passamos correndo atrás das coisas de que temos necessidade, como as acima alistadas, e às vezes até de mais, muito mais do que realmente necessitamos? MUITO!

 

E quanto tempo gastamos (investimos) buscando a Deus?

 

       E mesmo quando supostamente buscamos a Deus, se refletirmos bem, descobriremos que grande parte dessa busca não é por Deus, mas por aquilo que pensamos que Deus pode nos dar.

       A busca então nem sempre é busca A Deus, mas uma busca EM Deus de coisas PARA NÓS.

       Irmãos, é corretíssimo e altamente recomendável buscar em Deus o suprimento de nossas necessidades, mas não podemos nos esquecer de que o que mais necessitamos não é das coisas que Deus pode nos dar, e sim do Deus que pode nos dar essas coisas.

       Busquemos pois a Deus;

·         busquemos ser mais úteis à igreja de Deus;

·         busquemos ser mais úteis na edificação do reino de Deus;

·         busquemos ser “instrumentos” que reflitam entre as gentes desse mundo a glória de Deus.

       As demais coisas?! As demais coisas “Vos serão acrescentadas”.

 

No Senhor,

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário